Coater - Notícia
Logo - Coater

Notícia




Portal do Cooperado

Esqueceu sua senha?

Curtimento de pele de tilápia deve gerar impacto no Pontal

22/10/2018

Em nove dos 32 municípios do Pontal do Paranapanema, existem 350 produtores de tilápia em assentamentos da reforma agrária e que recebem assistência técnica da Fundação Instituto de Terras do Estado de São Paulo (Itesp). Eles estão entre os que serão diretamente beneficiados com mais uma ação de impacto regional promovida pela Unoeste, por meio do curso de Zootecnia da universidade em parceria com a Cooperativa de Trabalho de Assessoria Técnica e Extensão Rural (Coater), ao ofertar o workshop Curtimento Sustentável: Pele de Peixe (Tilápia), realizado nesta quinta (18) e sexta-feira (19), no Setor de Piscicultura, no campus II.
 
A especialista em peles exóticas, Amanda Lilian Vieira Hoch, que na condição de consultora tem percorrido o Brasil para dar cursos e proferir palestras, ensinou como fazer curtimento de forma artesanal e sustentável. Também estiveram envolvidos no workshop, os docentes Neimar Rotta Nagano e Rosemeire de Souza Santos, contando com o apoio da coordenadora da graduação em Zootecnia da instituição, Dra. Ana Cláudia Ambiel Corral Camargo e o acompanhamento do responsável pela gerência de apoio e serviços Gabriel Vendrame, representando o vice-reitor Brunno de Oliveira Lima Aneas.
 
Dentre os 14 participantes, de diferentes segmentos da cadeia produtiva, estiveram o zootecnista mestre em agronomia, Ornã Almeida Ouvires e o técnico agropecuário, Antonio Edson Teixeira Júnior, do Itesp de Euclides da Cunha e de Teodoro Sampaio. Ambos atuarão como agentes multiplicadores da técnica, que possibilita curtir a pele de tilápia até mesmo em um balde, para os produtores que assistem e são assentados destas cidades e, ainda de Mirante do Paranapanema, Rosana, Marabá Paulista, Presidente Venceslau, Presidente Bernardes, Presidente Epitácio e Martinópolis.
 
Ouvires, que fez o mestrado na Unoeste, e Júnior, que está cursando Zootecnia na instituição, entendem o workshop como mais uma importante contribuição à economia regional, principalmente para os agricultores familiares que podem agregar valor na produção de peixe, fazendo o aproveitamento da pele quando retirada para a venda do filé. Amanda explicou que os custos para curtimento são baixos e o retorno financeiro é bem considerável, contando que na área comercial mantém parceria com o Ateliê Flor de Lis, de Paraguaçu Paulista.
 
“Recentemente vendemos 80 jogos americanos para o restaurante Pé de Peixe, de Botucatu (SP). Cada jogo custou R$ 75, comprado pelo empresário André Camargo que mantém o restaurante sustentável, atua especificamente na área da piscicultura e exporta bolsas para os Estados Unidos”, contou Amanda. A artesã Lurdes Felix Augusto, de Regente Feijó, também confecciona alguns produtos com pele de peixe, embora trabalhe mais com couro bovino. Faz o aproveitamento de sobras da fábrica de bolsas de sua filha Juliane, dona de loja de venda no varejo em Regente.
 
“Faço do lixo um luxo”, comentou Lurdes que pela segunda vez participou de workshop de curtimento de pele de peixe na Unoeste e desta vez expôs os produtos que confecciona com ajuda de seu marido Osvaldo Augusto, lavrador aposentado. A artesã disse que a pele de peixe é muito resistente e tem apelo de venda também por ser exótica. Assim como o artesanato contribui com a preservação do meio ambiente, o curtimento da pele de peixe também, evitando que seja enterrada ou descartada em rios ou riachos.
 
No segmento da piscicultura, a Unoeste contribui de várias maneiras, fornecendo alevinos e peixes; promovendo o aperfeiçoamento para quem já está no ramo; instruindo quem vai iniciar; orientando sobre instalações de tanques rede ou escavado; e proporcionando assistência para pequenos produtores, como ocorre com o projeto Pequena Propriedade Produtiva Sustentável (PPPS). Em todas as ações ocorrem envolvimentos dos acadêmicos, como se deu hoje com a visita técnica feita ao workshop que, por sua importância regional, motivou a produção de reportagens pelas TVs Record e Fronteira, na manhã de hoje

.